VOLTAR

Terras de negros no Vale do Ribeira

Correio Braziliense (Brasília - DF)
Autor: CARRIL, Lourdes de Fátima B.
20 de nov de 1995

As terras remanescentes de quilombos se tornaram visíveis a partir das demandas introduzidas em seu território ao longo do século 20, quando o modelo de desenvolvimento urbano-industrial impôs novas reorganizações espaciais. As pressões aumentaram sobre essas terras e sobre o modo de vida dessa parcela da população. O Vale do Ribeira é um exemplo disso, onde vivem comunidades negras remanescentes de quilombos e um processo de industrialização, com especulação imobiliária, abertura de estradas, terras para pastagens etc. A presença das terras de negros na região, representa a negação da perspectiva homogeneizadora do espaço.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.