VOLTAR

Xavante conseguem suspender hidrovia

Gazeta Mercantil (São Paulo/SP)
Autor: Vicente Vilardaga
19 de jun de 1997

Duas comunidades indígenas xavante conseguiram suspender, pelo menos provisoriamente, o início de qualquer obra de implantação da hidrovia Araguaia-Tocantins. A hidrovia é um dos 42 projetos do Plano de Metas do governo federal. A suspensão foi determinada pela Justiça Federal do mato Grosso, impondo multa diária pelo descumprimento. As reservas xavante foram representadas pela organização não governamental ISA (Instituto Socioambiental). A ação movida pelo Instituto embasa-se na ausência de licença ambiental, sem a qual não é permitida a implantação de obras. O superintendente da Ahitar garante que haverá recurso contra a decisão, pois alega não haver obras em andamento. Juliana Santilli, do ISA, argumenta "a hidrovia é uma obra de enorme impacto ambiental e nada pode ser feito sem estudos e consultas às comunidades indígenas".

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.