VOLTAR

Sertanistas contestam governo

Folha de São Paulo (São Paulo-SP)
12 de mai de 1984

Os sertanistas Cláudio e Orlando Villas Boas, ex-dirigentes do Parque Nacional do Xingu, desmentiram a justificativa apresentada pelos ministros Mário Andreazza e Danilo Venturini a respeito do pagamento de indenização pela desapropriação da área de 130 mil hectares ao norte do Parque, reivindicada pelos Kayapó Metyktire.
Segundo os ministros, o governo não declarou a área como área de posse imemorial da população indígena, pois os irmãos Villas Boas, consultados há alguns anos, não reconheceram a área como território tradicional dos Kayapo Metyktire, fato contestado pelos sertanistas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.