VOLTAR

Sertanista afirma que luta no Xingu entre Branco e índio se torna inevitável

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro-RJ)
21 de mar de 1973

O sertanista Sidnei Possuelo, responsável pelo posto da Funai de Pirarucu, no Parque Nacional do Xingu, próximo da BR-080, disse que conflitos entre comunidades indígenas e brancos lá instalados é inevitável. O sertanista, também, chama a atenção para o agravamento da situação com a vinda de peões, fazendeiros, gateiros que podem interferir negativamente na vida das comunidades indígenas próximas.
A reportagem inclui também duas notas uma sobre uma palestra feita por Álvaro Villas Boas em que evidencia a situação das Terras indígenas, dos Parques indígenas e das comunidades indígenas no Brasil. E a outra nota é sobre um projeto piloto instalado pela Funai na comunidade Paraná que visará definir uma política geral de pacificação a ser adotada em toda Amazônia.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.