VOLTAR

Funai veta ida do índio Juruna ao Tribunal Russel

Jornal de Brasília (Brasília - DF)
30 de out de 1980

A ida de Mário Juruna à Holanda, para participar como jurado do 4o Tribunal Bertrand Russel, foi vetada pelo Conselho Indigenista da Funai. O Conselho alegou que, em decorrência do fato do índio ser um Xavante, não seria justificada sua presença no Tribunal, que deverá apreciar processos envolvendo índios Nambikwara e Yanomami. Além disso, o Conselho Indigenista afirmou não reconhecer ao Tribunal Russel jurisdição e competência para os julgamentos a que se propõe.

A Funai informou que não está confirmada a suspeita de que há contaminação de um córrego que atravessa a reserva Parabubure dos Xavante, e que teria, portanto, sido responsável pela morte de seis crianças.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.