VOLTAR

Versão de Álvaro é desmentida pelo barqueiro que o encontrou na selva

Jornal do Brasil
Autor: Álvaro Caldas e Ronald Theobald
29 de nov de 1968

Barqueiro que encontrou Álvaro, único sobrevivente da expedição do padre Calleri (até aquele momento), desmentiu sua versão sobre o que lhe aconteceu durante a fuga.

Serviço secreto dos militares está levantando a ficha do mateiro. Surgem denuncias a afirmar que os membros da expedição já entraram na área indígena brigados entre si. Havia um desentendimento do padre com o mateiro.

Chuvas fortes impediam o trabalho dos paraquedistas do SAR em busca dos membros da expedição pacificadora do Padre Calleri. Impossibilitados de descerem à terra indígena, eles jogaram dos aviões presentes para os índios (saquinhos de açúcar, fósforos, espelhos) na intensão de mostrar que querem um contato amistoso. Também lançaram panfletos direcionados ao grupo da expedição, pedindo que eles façam sinais com espelhos, que sejam reconhecíveis do avião.

Sertanista Eduardo Celestino Santano fala sobre os índios Waimiri Atroari e conta histórias do seu contato com os índios, quando acompanhava a construção da estrada BR - 174, trabalhando como funcionário da DER (Departamento de Estradas de Rodagem).

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.