VOLTAR

Desmatamento Ilegal na Amazônia e no Matopiba: falta transparência e acesso à informação.

FAÇA O DOWNLOAD

Tamanho: 6.46 MB  |  Formato: PDF

O levantamento analisou a transparência e a qualidade das bases de dados de autorizações de supressão da vegetação nativa emitidas por 11 estados da Amazônia e Matopiba até o segundo semestre de 2020. A pesquisa também avaliou a qualidade das bases de dados em relação a critérios como identificação dos requerentes, formato, data de emissão, validade e área. O estudo detectou que a transparência dos dados das ASVs na área abrangida é bastante precária, com informações inexistentes ou disponibilizadas em formato inadequado ou incompleto. Do modo como estão apresentadas, fica impossível diferenciar o desmatamento legal do ilegal, o que é fundamental para reduzir o ritmo da derrubada de florestas.