VOLTAR

Waimiris, que trucidaram 54 pessoas, propõem paz

O Globo (Rio de Janeiro-RJ)
30 de jan de 1974

Um grupo de Waimiri-Atroari fez uma visita inesperada ao acampamento do sertanista Gilberto Pinto, propondo uma reunião para negociar paz na região. A atitude gerou desconfiança entre funcionários da Funai, pois as condições de paz não foram apresentadas, e, além disso, os Waimiri, em outra ocasião, mataram três funcionários da Funai na noite seguinte a uma reunião como a que foi proposta agora. Os Waimiri que propuseram a reunião vivem na aldeia que ficará a cem metros da estrada Manaus-Caracaraí.

Dentro de 15 dias os índios Xavante de Areões (MT) deixarão de ter problemas com os fazendeiros vizinhos, com a decisão da Funai de desapropriar as fazendas existentes.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.