VOLTAR

Várias versões sobre a morte do índio maxacali

O Estado de São Paulo
27 de jul de 1982

Enquanto prosseguem, ainda sem resultados, as investigações pela Polícia Federal sobre a morte do índio Maxakali Waldomiro, fazendeiros da região de Bertópolis anunciaram que, concluído o inquérito policial, vão processar o bispo de Teófilo Otoni, que comunicou à imprensa que "os índios são unânimes em que o autor do crime é algum fazendeiro". Os fazendeiros acreditam ter sido uma briga interna entre os Maxakali. Já a Comissão Justiça e Paz da Diocese de Teófilo Otoni reforça que os próprios índios consideram ter sido um fazendeiro o assassino.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.