VOLTAR

Tuberculose no Jurá mata 85 índios Deni

Porantim
01 de ago de 1979

Em tom de denúncia, a reportagem critica a omissão e negligência da Funai em relação à morte de 85 índios Deni, vítimas de um surto de tuberculose. A posição do órgão é associada a um "processo de extermínio", sobre o qual a notícia faz uma retrospectiva. Conta com relatos detalhados do Pe. Egon, o primeiro a denunciar a situação dos Deni, e com uma lista de nomes dos índios mortos.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.