VOLTAR

Tribunal ouve relato sobre extermínio das tribos do Rio Negro

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro - RJ)
26 de Nov de 1980

Indígenas brasileiros responsabilizaram as empresas multinacionais, a Funai e as missões religiosas, durante o Tribunal Russel, pelo que classificaram como sistemático extermínio do índio no Brasil. O único indígena do Brasil presente no Tribunal, o tukano Álvaro Sampaio, afirmou que a Ordem Salesiana está aniquilando os valores tradicionais da cultura indígena.
O antropólogo Robin Wright comentou a situação vivida pelos Yanomami, destacando os problemas com a mineração, que ocasionou danos à saúde desses índios. Os problemas fundiários enfrentados pelos Nambikwara também foram apresentados, dessa vez por Ana Maria Lang.

O TRF deverá julgar o recurso de dois habeas corpus e de um mandado de segurança em favor do cacique Juruna, impedido de viajar à Holanda para participar do Tribunal Russel.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.