VOLTAR

Tremembé denuncia ameaças de morte contra demarcação

Correio Braziliense (Brasília-DF)
Autor: Carmem Cruz
18 de set de 1993

Durante o encontro nacional de lideranças indígenas, em Brasília, as lideranças Tremembé denunciaram que fazendeiros da região de Almofala, no Ceará, estão ameaçando de morte as pessoas que lutam pela demarcação de suas terras.
Segundo o cacique Vicente Viana, os advogados da Ducoco Agrícola S/A, os fazendeiros, outros invasores, e o deputado Stênio Rios apresentaram documentos ao ministro da Justiça pondo em dúvida a legitimidade da luta pela demarcação da terra indígena.
O deputado alega que, se a demarcação for homologada, um total de 411 famílias de pequenos agricultores serão desapropriadas. Contudo, os Tremembé fizeram a checagem da lista e comprovaram que dos nomes apresentados 220 são de pessoas da comunidade indígena, 85 são de posseiros e 106 não vivem no local.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.