VOLTAR

Serviço de matar era comum

O Estado de S. Paulo (São Paulo - SP)
28 de mar de 1968

De acordo com o médico Noel Nutels, ex-diretor do Serviço de Proteção aos Índios, as conclusões do inquérito do Ministério do Interior sobre matanças de índios Brasil não o espantam, pois, para ele, o assassinato de índios é comum, sobretudo porque o SPI foi entregue a pessoas incompetentes e irresponsáveis.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.