VOLTAR

Sarney critica desinformação sobre Amazônia

O Popular (Goiânia - GO)
26 de fev de 1989

O presidente José Sarney culpou a desinformação pelas críticas que o Brasil vem recebendo em torno da preservação do meio ambiente. Argumentou que apenas 3,5% da Amazônia foi tocada e que 10% do território nacional são de reservas indígenas. Em encontro com George W. Bush, Sarney sugeriu a composição de uma agenda ativa entre Brasil e EUA. Na opinião dos militares da Saden, a pressão exterior sobre a preservação da Amazônia é fruto de um interesse em boicotar o acesso do Brasil às riquezas do subsolo.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.