VOLTAR

Saneamento em Sao Paulo beneficia agua que abastece o Rio

O Globo, Rio, p.15
23 de jun de 2005

Saneamento em São Paulo beneficia água que abastece o Rio
Tulio Brandão
O Estado do Rio vai deixar de receber três bilhões de litros de esgoto sem tratamento por mês. O saneamento, no entanto, será realizado em São Paulo, onde o governo do estado inicia a construção de estações de tratamento e de redes de esgoto em cidades paulistas da bacia do Rio Paraíba do Sul, como São José dos Campos, Campos de Jordão, Taubaté e Tremembé. Como as águas correm na direção do Rio, a população fluminense também será beneficiada.
As obras, orçadas em R$ 142 milhões, começam amanhã e terminam num prazo de no máximo quatro anos, segundo o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin:
— Vamos tratar o esgoto de algumas das cidades mais populosas do Vale do Paraíba paulista. A carga que chega ao Rio vai diminuir bastante. Quanto mais tratarmos a água no trecho paulista, menos o Rio terá que gastar com tratamento para o abastecimento.
Esgoto tratado corresponderá a 10% do total lançado
Os três bilhões de litros por mês — cem milhões por dia — que deixarão de contaminar as águas correspondem a 10% do total de esgoto não tratado despejado no Paraíba do Sul.
A principal obra será realizada nas cidades de Taubaté e Tremembé, ao custo de R$ 80,7 milhões. Serão construídos coletores, emissários e uma estação de tratamento de esgoto. Segundo o governo paulista, o pólo passará a ter 100% do esgoto tratado. Em São José dos Campos, o o saneamento deverá pular de 45% para 82% de esgoto tratado. Os recursos serão financiados pela Caixa Econômica Federal.
No Rio, o secretário estadual de Meio Ambiente, Luiz Paulo Conde, considerou positiva a obra do trecho paulista do Paraíba do Sul:
— Já estava na hora mesmo de uma cidade como São José dos Campos, que tem o oitavo PIB do Brasil, ter esgoto tratado. Também estamos investindo no trecho fluminense. Investimos R$ 34 milhões ano passado e, este ano, a previsão é de mais R$ 17 milhões.

O Globo, 23/06/2005, p. 15

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.