VOLTAR

Rangel altera posições sobre índios

O Estado de S.Paulo (São Paulo - SP)
08 de jan de 1977

Após protestos e críticas de antropólogos, indigenistas e sertanistas, o ministro Rangel Reis passou panos quentes em suas recentes declarações, quando defendeu a proibição do trabalho missionário junto aos povos indígenas, assim como o fim do ensino bilíngue e a aceleração do processo de integração dos índios à sociedade nacional. Apesar de apontar "muitas incompreensões", Rangel mostrou concordar com algumas das críticas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.