VOLTAR

Programa Bolsa Permanência do MEC tem vagas para estudantes indígenas e quilombolas da UFS

G1 https://g1.globo.com
03 de jun de 2019

O Ministério da Educação (MEC) está com inscrições abertas para o Programa Bolsa Permanência. O valor da bolsa é de R$ 900 e os interessados têm até o dia 30 de agosto para fazer a solicitação.

As inscrições são ofertadas, exclusivamente, para estudantes indígenas e quilombolas regularmente matriculados em curso de graduação presencial nas instituições federais de ensino superior e que permaneçam com vínculos de residência com sua comunidade.

Para permanência no sistema, após sua admissão, o estudante deverá ter desempenho acadêmico que permita a conclusão do curso em, no máximo, dois períodos além do tempo mínimo do curso.

Os interessados devem se inscrever pelo link.

Documentos necessários:
Autodeclaração do candidato;
Declaração de sua comunidade sobre condição de pertencimento étnico, assinada por, pelo menos, três lideranças reconhecidas;
Para estudante indígena: declaração da Fundação Nacional do Índio (Funai) que o estudante é indígena, reside e pertence à comunidade indígena e comprovante de residência em comunidade indígena;
Para estudante quilombola: declaração da Fundação Cultural Palmares que o estudante quilombola reside e pertence à comunidade remanescente de quilombo e comprovante de residência em comunidade remanescente de quilombo.
Termo de compromisso do discente preenchido e assinado.
Os documentos originais deverão ser entregues no setor de assistência estudantil do seu campus.

Mais informações podem ser obtidas através:
Serviço Social/campus de São Cristóvão e de Aracaju: (79) 3194-6430/6458/7159;
Campus do Sertão: (79) 3179-7185/7186;
Campus de Laranjeiras: (79) 3194-7142;
Campus de Itabaiana: (79) 3432-8210;
Campus de Lagarto: (79) 3632-2075.

https://g1.globo.com/se/sergipe/noticia/2019/07/03/programa-bolsa-perma…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.