VOLTAR

Pró-Natura investe US$200 mil em projeto ambiental no Mato Grosso

Midianews-Cuiabá-MT
01 de nov de 2001

Nos primeiros quatro meses de atuação, o Projeto GEF (Global Environment Facility), de desenvolvimento sustentado, executado no noroeste de Mato Grosso, já demandou cerca de US$ 200 mil. O Instituto Pro-Natura, ONG implementadora do projeto, prevê que até o final de janeiro do próximo ano as primeiras metas estarão concluídas.
O GEF é um fundo das Nações Unidas, cujos recursos são aplicados em projetos específicos de desenvolvimento sustentável. Para o Mato Grosso, os investimentos poderão chegar a US$ 6,5 milhões, nos próximos sete anos - período em que o trabalho deverá ser executado.
Já foram realizadas oficinas com representantes governamentais, ONGs ambientalitas e consultores, além de cursos para pequenos produtores rurais.. Também foram feitos diagnósticos das condições e necessidades dos assentados e madereiros da região, que inclui sete municípios (Juruena, Cotriguaçu, Castanheira, Aripuanã, Juína, Rondolândia e Colniza). Juntas, estas cidades somam 105.187 km, aproximadamente 2% da Amazônia, equivalente ao tamanho do Panamá.
Em Juruena e Cotriguaçu foram cadastradas e entrevistas todas as 20 madeireiras existentes. A previsão é que até o final de janeiro todas as localizadas nos demais municípios incluídos no GEF sejam listadas. Informações como condições de trabalho, tecnologias utilizadas e interesse da empresa em adquirir certificação são observados.
A meta, ao final dos sete anos, é indicar locais onde possam ser criadas Unidades de Conservação - inexistentes na região - e ao redor destas áreas implementar sistemas de uso do solo e manejo florestal.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.