VOLTAR

Povos indígenas de MT unem forças para criar entidade representativa

Nortão de Notícias - http://www.nortaonoticias.com.br
29 de ago de 2013

Membros de diferentes povos indígenas de Mato Grosso criaram nesta quarta-feira (28/08) uma Comissão de trabalho que tem uma importante missão: articular junto aos mais de 40 povos indígenas do estado a criação de uma entidade capaz de fortalecer o movimento indígena de Mato Grosso.

A comissão foi escolhida durante o I Encontro dos Povos indígenas de Mato Grosso, realizado na aldeia Umutina, localizada no município de Barra do Bugres (MT). Pelo menos 20 povos estiveram representados nos debates que iniciaram com uma palestra ministrada pelo administrador e economista Luis Eustórgio Borges. Na sua fala, Eustórgio destacou as principais informações sobre a o que é uma instituição, a criação e gestão. Também foram apresentados casos de sucesso e insucesso de entidades indígenas. Na sequencia, foram criados grupos de trabalho que se encerraram com a formação da Comissão formada por doze representantes das regiões do Xingu, Baixada Cuiabana, Araguaia 1 e 2, Norte e Noroeste do Estado.

De acordo com os participantes, a criação da entidade atenderá o anseio dos povos do estado, que estão em busca de fortalecimento da política indigenista, de parcerias e fomento a projetos em diferentes segmentos e principalmente que atue com as associações já existentes no combate as ações consideradas um afronto aos direitos constitucionais dos povos originários.

Um dos membros da recém formada comissão é o jovem Maurim Bororo, que destaca ser de suma importância a representatividade do seu povo num grupo como esse. Segundo Maurim, além de ser uma busca conjunta com os outros povos indígenas, é uma forma de mostrar que o seu povo, Bororo, tem força de vontade e capacidade de articulação.

São membros da Comissão: Arnaldo Zunizake (Paresi), Hélio Monzilar (Umutina), Kulamaka Matipu (Matipu), Taka-Pi-Yu (Trumai), Crisanto Ridzo (Xavante), Mauri Bororo (Bororo), Bebdiriti Kayapó (Kayapó), Joel Terena (Terena), Jair Erikbatsa (Erikbatsa), Dineva Maria (Kayabi), Samantha Ro´tsitisna (Xavante) e Jurandir Siridwe (Xavante).

O grupo terá um prazo de seis meses para o levantamento de associações indígenas e informar as comunidades acerca da criação da instituição. Após esse período um novo encontro deverá ser realizado para a fundação da Entidade.

http://www.nortaonoticias.com.br/regional/89430

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.