VOLTAR

OS GAVIÕES MORREM LUTANDO

O Estado de São Paulo & Jornal da Tarde
25 de jul de 1969

Não chegam a 100 os índios Gavião Parkatêjê que se deslocam para o norte do Pará, dispostos a guerrear com os brancos. Eles são os sobreviventes de um grupo de 500 que, em 1941, viviam entre o Maranhão e o Pará.
A notícia trata também da posição do presidente da Funai, José Queirós Campos, sobre os rumores de que os Kayapó Gorotire teriam assassinado três homens brancos. Para Campos, é improvável que os rumores tenham origem em fatos verdadeiros.
Campos viajará para Brasília para dirigir o I Congresso Indigenista.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.