VOLTAR

O presidente da Funai admite: o Estatuto do Índio pode mudar.

Jornal da Tarde (São Paulo - SP)
25 de fev de 1977

Após longa reunião com o ministro do Interior Rangel Reis, o presidente da Funai, general Ismarth, admitiu que um dos pontos discutidos foi a reformulação do Estatuto do Índio, com o objetivo de rever lacunas presentes no documento, como a questão das terras indígenas após o processo de emancipação. Ismarth afirmou, porém, que aspectos cruciais da legislação não sofrerão alterações.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.