VOLTAR

Madeira financiará projeto de Ibirama

O Estado de S. Paulo (São Paulo - SP)
18 de nov de 1975

Funai pretende abrir licitação para vender madeira ilegal oriunda da reserva indígena de Ibirama (SC). A venda deverá ser revertida em projetos para o próprio grupo indígena do local. Houve, no momento de intervenção da Funai contra os madeireiros, revolta dos indígenas que pretendiam seguir com a venda da madeira. No entanto, segundo o antropólogo George Zahur, os índios encontram-se satisfeitos com suas práticas agrícolas novamente. Isso especialmente porque souberam que o dinheiro conseguido com a licitação será do próprio grupo. O próximo passo é a elaboração de um programa econômico junto a Universidade de Santa Catarina, a Sudesul e que contará também com a participação de dois caciques Xokleng. De acordo com a Funai, a possibilidade de exploração da madeira não foi afastada, mas antes deverá dispor de um plano de reflorestamento paralelo à atividade agrícola.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.