VOLTAR

Lideranças buscam política indigenista coerente

Correio Braziliense (Brasília - DF)
02 de dez de 1984

A política indigenista dos últimos tempos levantou uma série de críticas por parte de lideranças indigenistas, principalmente no que diz respeito à existência da Funai. Ailton Krenak, jornalista e coordenador da UNI, considera que a entidade não passa de "uma agência de desenvolvimento dentro de um ministério de colonização".

Foram libertados os dezessete garimpeiros que estavam mantidos como reféns na aldeia dos índios Kayapó Kôkraimôrô. Os índios aguardavam notícias sobre a desocupação de uma fazenda tomada por nativos Kayapó Kuben Kran Krên.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.