VOLTAR

Juruna defende cacaueiros contra os índios Pataxó

Cidade de Santos (Santos - SP)
31 de ago de 1984

O deputado federal e ex-cacique Xavante Mário Juruna defendeu os cacaueiros que disputam terras com os Pataxó Hã-hã-hãe do sul da Bahia, sob o argumento de que são caboclos e não indígenas. As terras da reserva foram demarcadas em 1937, mas já na década de 1940 foram arrendadas aos cacaueiros, que atualmente pedem a transferência da aldeia para a Reserva Florestal do Mico-leão ou o pagamento de indenização para que os Pataxó possam comprar terras em outro lugar.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.