VOLTAR

Índios liberam BR-163 mas podem voltar se acordo não for cumprido

Só Notícias - http://www.sonoticias.com.br/
Autor: Alex Fama
17 de mar de 2011

Após três dias de protesto, os índios da etnia Terena decidiram liberar a BR-163 entre as cidades de Itaúba e Sinop, ontem por volta das 23h30, depois da assinatura de um acordo. Eles aceitaram o coordenador substituto da Regional em Colíder, Sebastião Martins, como representante da Funai para negociar melhorias para eles e a implantação do órgão em Matupá. Eles pediam um representante da entidade nacional. Ele e a procuradora federal de Sinop, Analícia Trindade, foram responsáveis pelo acordo firmado.

No entanto, os índios prometeram voltar a bloquear a rodovia federal se nenhum tipo de resposta concreta sobre suas reivindicações for apresentada hoje até as 16h. Caso isso não ocorra, a rodovia voltará a ser bloqueada novamente por tempo indeterminado.

Os indígenas cobram do governo a implantação de uma coordenação técnica local. Em comunicado feito ao Ministério Público Federal em Sinop, informaram que o objetivo da manifestação é reivindicar a criação de um posto da Funai dentro da Terra Indígena Terena na cidade de Peixoto de Azevedo. O projeto da Funai, segundo os índios, seria o de implantar o posto na cidade de Guarantã do Norte para atender duas etnias conjuntamente: Terena e Panará. Ontem, Ministério Público Federal e o Ministério Público Estadual em Mato Grosso acionaram a Fundação Nacional do Índio, em Brasília, para que enviasse um representante para acompanhar as negociações com índios da etnia Terena.

Transtornos
Entre os transtornos ocasionados pelo protesto na região mato-grossense estavam o prejuízo financeiro gerado a empresários ou mesmo moradores das cidades vizinhas que viajavam para cumprir compromissos de trabalho. Os motoristas pegos de surpresa pelo protesto dos índios da etnia Terena viram-se obrigados a interromper a viagem pela região mato-grossense e aguardar a liberação da via. A Polícia Rodoviária Federal acompanha o movimento, visando evitar conflitos entre índios, motoristas e população.

http://www.sonoticias.com.br/noticias/7/122871/indios-liberam-br-163-
mas-podem-voltar-se-acordo-nao-for-cumprido

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.