VOLTAR

A guerra não acabou

Visão (São Paulo-SP)
21 de mai de 1984

O conflito no Parque do Xingu, no qual as nações xinguanas, lideradas por Raoni, se uniram e reivindicaram a integração da área desapropriada na construção da BR-080, é apenas um dos casos espalhados por todo o país, que envolvem disputas de terra, invasões e chacinas. Essa situação não seria a mesma, se o Governo, através da Funai, cumprisse seu papel de tutor, assistindo as populações indígenas e garantindo seus direitos.
A reportagem ainda traz depoimentos de lideranças indígenas, como Ailton Krenak e Mário Juruna, e de antropólogas, como Carmem Junqueira e Lux Vidal, a cerca da política indigenista brasileira, da relação entre as comunidades indígenas e seu órgão tutor, além de exemplos de outras regiões no Brasil onde a situação também é tensa e o conflito iminente.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.