VOLTAR

Greenpeace reivindica proibição da extração para preservar espécie

Gazeta Mercantil (São Paulo - SP)
13 de nov de 1992

Representantes da Greenpeace no Brasil entregaram à Procuradoria Geral da República e à Presidência da Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados um manifesto, assinado por 65 entidades, alertando para os prejuízos sociais e ambientais causados pela exploração de mogno na região Amazônica.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.