VOLTAR

Greenpeace protesta contra corte predatório de árvores

O Globo (Rio de Janeiro - RJ)
24 de out de 1994

A Greenpeace denunciou um dos maiores depósitos de madeira da Amazônia, abastecido pelo corte predatório de florestas de várzea. Ativistas da organização estenderam uma faixa sobre as toras com a mensagem "Parem o corte predatório de árvores!".

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.