VOLTAR

Empreendimento sustentável em Maricá obtém Licença Prévia do Inea

G1 - http://g1.globo.com/
06 de Mai de 2015

Licença atesta viabilidade ambiental.
Complexo turístico deve contribuir com o desenvolvimento da região.

Um empreendimento sustentável que vai se instalar em Maricá (RJ) avançou mais uma etapa em relação ao processo de licenciamento nesta terça-feira (5). A IDB Brasil obteve a Licença Prévia do Instituto Estadual de Ambiente (INEA). O projeto da Fazenda São Bento da Lagoa engloba a construção de hotéis, prédios e casas residenciais, shoppings, além de restaurantes, escola, hospital, centro empresarial, clubes, áreas de lazer, campo de golfe sustentável e centro hípico. Recentemente, a empresa firmou uma parceria com o Grupo BlueBay para a construção de quatro hotéis, dentro do complexo turístico. O empreendimento deve contribuir no desenvolvimento do Leste Fluminense, já que o projeto prevê cerca de sete mil empregos diretos e indiretos só no período de construção.

A Licença Prévia, concedida na fase preliminar do planejamento do empreendimento, aprova sua localização e concepção, atestando a viabilidade ambiental e estabelecendo os requisitos básicos e condicionantes a serem atendidos nas próximas fases. O projeto aprovado respeita com boa margem as normas e restrições ambientais para o uso do solo definidas pelo Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) de Maricá. Haverá apenas 6,4% de ocupação predial efetiva e 17% de intervenção do espaço total, enquanto o Plano de Manejo permite 22% dessa ocupação. O empreendimento prevê uma infraestrutura urbana completamente integrada à natureza, numa área de 840 hectares, com 81% de preservação da vegetação nativa.

Dentro desse contexto de sustentabilidade, a IDB Brasil se preocupou em fazer uma rigorosa seleção de parceiros. "No caso do BlueBay, avaliamos que o grupo tem um projeto que se encaixa ao nosso empreendimento, pois a marca trabalha para contribuir com o desenvolvimento sustentável e proteger os recursos naturais", avalia David Galipienzo, diretor-executivo da IDB Brasil, especialista em ciências ambientais.

Outro ponto importante é a criação da segunda maior Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) de restinga do estado do Rio de Janeiro, garantindo a preservação perpétua da vegetação local em uma área equivalente ao bairro de Copacabana, de 450 hectares. Hoje a região possui mais de 20% de área degradada. Com as iniciativas do empreendimento para recuperar essas áreas, haverá um acréscimo de mais de 100 hectares de vegetação nativa de restinga. Para fins de comparação, o total a ser a recuperado corresponde ao Parque do Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro. Além disso, a RPPN será totalmente aberta a moradores e visitantes de Maricá, que poderão pesquisar a fauna e a flora de restinga, num trecho rico em espécies nativas.

http://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2015/05/empreendimento-…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.