VOLTAR

"Emancipação é genocídio"

Folha de S.Paulo (São Paulo - SP)
24 de out de 1978

Citando uma resolução da ONU, D. Tomaz, presidente do Cimi, afirmou que o projeto de emancipação indígena do governo é uma forma de genocídio "limpo, que não suja as mãos". A pior parte da proposta de emancipação indígena, para ele, é o fim da responsabilidade do Estado em garantir proteção e condições de vida aos índios.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.