VOLTAR

Direito à vida

Brasilnorte-Boa Vista-RR
18 de fev de 2003

Os índios de Roraima estão disponibilizando em sua página na Internet (www.cir.org.br) todo o conteúdo do que ficou decidido na última Assembléia Geral de Tuxauas, realizada na maloca do Piun.
Está escrito no princípio da carta: "A vida é um direito universal e fundamental para todos os povos. Para viver é preciso ter condições essenciais que assegurem a dignidade humana. Nossa assembléia vem demonstrar a preocupação com a realidade ambiental em nossos territórios".
A carta dos índios radicaliza em alguns pontos quando se opõem por exemplo ao direito do homem branco de também quer desenvolver o Estado. Eles são a quase tudo, do asfaltamento de estradas, agricultura irrigada, até o projeto de interiorização da energia de Guri. Aqui eles tentam ser flexíveis, ainda assim fazem exigências contraditórias. Aceitam a energia só quando a terra Raposa for demarcada. Assim mesmo, pedem um prazo de cinco anos para a questão seja decidida.

Tem dono
O novo superintendente do Incra em Roraima é Lurenes Cruz do Nascimento.
Atuou em 2002 como secretário de Políticas Ambientais da Feta-RR, foi gerente
presidente da CEPRRA e administrador da Comissão Pastoral da Terra no Estado.
A indicação partiu do próprio PT, claro, com a anuência do líder Titonho Bezerra.
O Ibama deve ser ocupado por Nilva Baraúnas.

É fogo
A ocorrência de incêndios em matas e lavrados roraimenses já preocupa o Corpo de Bombeiros.
Na região de Roxinho, por exemplo, o fogo queima sem parar há 20 dias.
Segundo o coronel Amaral, a situação tende a ser agravar se os focos não forem controlados.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.