VOLTAR

Desmatamento ilícito envolve Funai

O Estado de S. Paulo (São Paulo - SP)
19 de jul de 1977

Ary Teixeira Martins, chefe do posto indígena está sendo investigado por possível envolvimento em derrubada ilícita de madeira em área indígena de Santa Catarina. As principais lideranças do local acusam diretamente a Funai pela espoliação de suas terras. A questão da madeira tem impulsionado uma grande troca de chefes do posto da área, mas aparentemente nenhum deles consegue solucionar o caso. Há suspeitas, por parte da Funai, de que os índios se revoltaram porque tentavam vender madeira de um local não previsto na licitação (o órgão interviu para impedir isso). No entanto, há muitas controvérsias. A opinião sustentada por indígenas é a de que a Funai é responsável por explorar seu território. Com base nisso, defendem a necessidade de emancipação. O grupo indígena ainda pede um registro de divisão de seus lotes.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.