VOLTAR

Cimi fica distante da Funai

O Estado de S.Paulo (São Paulo - SP)
Autor: LUCENA, Eliana
07 de abr de 1976

Comparando a disposição atual do Cimi com a que manifestou no início da atual gestão da Funai, fica evidente que os missionários abandonaram qualquer política de aproximação com o órgão indigenista oficial. Os missionários afirmam que o órgão não cumpre com suas funções ao não solucionar o problema envolvendo as terras indígenas e ao não respeitar o direito indígena de autodeterminação. O Cimi afirma que a Igreja quer mudar suas práticas missionários, baseando-se nesse direito indígena, assim como na ideia de respeito às culturas indígenas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.