VOLTAR

Cimi denuncia estudo racista sobre índio

Jornal de Brasília (Brasília - DF)
20 de abr de 1982

Cimi denuncia um estudo que vem sendo realizado pelo chefe da Assessoria Geral de Estudos e Pesquisas da Funai, coronel Ivan Hausen, para estabelecer, a partir de um exame de sangue, quem é e quem não é índio no Brasil. O presidente da Funai, coronel Leal, negou conhecimento sobre o estudo e afirmou não concordar com ele. O ministro do Interior, Mário Andreazza, recebeu um mapa etno-histórico do antropólogo Curt Nimuendajú sobre os povos indígenas no Brasil. Além disso, representantes da Vale e indígenas Gavião Parkatêjê devem reunir-se hoje para decidir a indenização a ser paga ao povo pela passagem da ferrovia Carajás-Itaqui na TI Mãe Maria.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.