VOLTAR

Cimi culpa Funai pelo espólio de madeira na área indígena

O Estado
01 de dez de 1979

A Regional Sul do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), denunciou a Delegacia Regional da Funai, em Curitiba, pelo espólio da madeira da área indígena de Palmas (PR). O Cimi assegura que o roubo de madeiras na área indígena não terminou com a saída de João Rosso de Menezes da Funai, quando foi acusado de ter realizado desmatamentos ilegais e desviado verbas. O Cimi agora denuncia o delegado regional da Funai, José Carlos Alves, de conivência no processo doloso de retirada da madeira.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.