VOLTAR

Antropólogo Terri Aquino é agredido em Cruzeiro do Sul

Folha do Acre (Rio Branco - AC)
11 de out de 1983

Terri Aquino é esmurrado por Mâncio Lima Neto, herdeiro do seringalista coronel Mâncio Lima. Segundo Aquino, que é presidente da Comissão Pró-Índio - AC e coordenador de Assuntos Indígenas, a agressão se deu por conta de ele ter registrado denúncias dos Puyanawa contra os herdeiros.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.