VOLTAR

Tribo dos Fulni-Ô aprende a escrever na própria língua

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro-RJ)
21 de jun de 1987

Os índios Fulni-Ô, do município pernambucano de Águas Belas, única comunidade indígena do Nordeste que ainda fala a própria língua - o ia-tê -, estão aprendendo a escrever o idioma nativo, numa tentativa de preservar a sua linguagem e sua cultura. Os alunos aprendem a partir de uma cartilha desenvolvida pela Fulni-Ô Marilena Araújo de Sá, que faz questão de que apenas os Fulni-Ô tenham acesso ao material.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.