VOLTAR

Terra Preta

Revista da Folha (São Paulo - SP)
Autor: DÁVILA, Sérgio
14 de mai de 1995

Iniciada por um escravo em 1888, mesmo a 140 quilômetro de São Paulo, a comunidade do Cafundó ficou isolada até 1977, inventou sua própria língua, a "cupópia", e ainda resiste, no ano que marca os 300 anos da morte de Zumbi. Entre os 60 habitantes, pretos na maioria, está uma filha de escravos de 112 anos. Eles são liderados pela "perfeita" Maria Aparecida Rosa de Almeida Caetano, 50, a dona Cida. Vivem na miséria e brigam pelas terras. Mas querem conforto e perpetuar suas raízes.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.