VOLTAR

Rondonópolis ganha Acervo do Índio Bororo e Memorial de Rondon

MidiaNews
14 de mai de 2007

O município de Rondonópolis contará com o Acervo do Índio Bororo e o Memorial de Marechal Rondon, graças a iniciativa de um grupo de turismólogos e de lideranças políticas da cidade. A parceria da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) foi confirmada pelo assessor Pedro Jorge Moura Cabral que se reuniu com os responsáveis pelos projetos e representantes da UFMT, na sexta-feira, dia 10 de maio. Os Correios decidiu doar o antigo prédio da empresa, localizado na esquina da avenida Marechal Rondon com a rua Poxoréu, para abrigar os projetos de resgate e preservação histórica.

O projeto do Acervo do Índio Bororo foi desenvolvido pelos turismólogos Jaqueline Borges, Noêmia Oliveira Almeida e Moacir Pistori e apresentado ao presidente dos Correios, Carlos Henrique Almeida, em audiência em Brasília, no mês de setembro de 2006. As negociações em busca da parceria foram intermediadas pela então deputada federal Teté Bezerra e a vereadora Mariuva Valentin Chaves, ambas do PMDB. Naquela época, o presidente Carlos Henrique prometeu estudar a proposta e informou que o prédio já estava comprometido com o projeto do Memorial de Rondon, defendido pelo deputado Wellington Fagundes.

A presidência dos Correios decidiu unir os dois projetos no prédio e enviou o assessor Pedro Cabral junto com uma equipe técnica a Rondonópolis para confirmar a decisão em reunião com os interessados. A antiga sede dos Correios na cidade deverá passar antes por uma restauração completa. A previsão é iniciar as obras num prazo de 60 dias. O projeto da reforma foi apresentado durante a reunião que contou com as presenças da vereadora Mariuva Valentin, a empresária Mariene Fagundes, e as doutoras Lacy Alvis e Soraiha Miranda de Lima, representantes da UFMT, além da representante da Funai.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.