VOLTAR

População participa de audiência sobre Serra do Itapeti em Mogi

G1 - http://g1.globo.com/
19 de Nov de 2013

Uma audiência em Mogi das Cruzes discutiu o relatório que propõe transformar a Serra do Itapeti em uma unidade de conservação. O encontro foi na noite de segunda-feira (18) na Câmara Municipal.

A professora Ana Lúcia Perez mora no Jardim Araci e possui um terreno ao lado do Parque Francisco Affonso de Mello, na Serra do Itapeti. Ela acompanhou a audiência para saber se poderá comercializar o imóvel. "Já tive proposta para vender para o pessoal construir e agora não sei como vai ficar. Mas eu queria uma resposta concreta, qual é o limite, o que realmente vai ser feito ali, qual o espaço de preservação, se não vai prejudicar as pessoas que moram ali."

A Serra do Itapety tem cerca de 5,3 mil hectares nas cidade de Mogi das Cruzes, Suzano e Guararema. Atualmente, apenas o Parque Municipal Francisco Affonso de Mello é considerado área de preservação naquela região.

O relatório feito pela Fundação Florestal do Estado levou dois meses para ficar pronto e expõe em detalhes as áreas da serra que são ocupadas hoje, os pontos explorados e aqueles onde existe uma grande quantidade de espécies em extinção. Antes da proposta final chegar à audiência, críticas e sugestões puderam ser feitas. Parte delas foi incluída no documento. "Primeiro exigimos que o morador da Serra do Itapeti participasse da gestão desta Área de Proteção Ambiental. E segundo para que nós pudessemos fazer a junção da APA da serra com a APA da várzea do Rio Tietê", detalha José Arraes, representante do Instituto Ambiental Alto Tietê.

A expectativa da Secretaria Municipal de Verde e Meio Ambiente é que até o final do ano o processo seja aprovado pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema). Para o secretário Romildo Campello esse novo mapeamento só vai contribuir para a região. "Ela [a serra] é protegida por uma lei antiga, de 1985, que é anterior a atual lesgislação de proteção de áreas naturais. O fato de ela ser anterior permitiu grande proteção, como ela é hoje. A gente quer colocá-la junto aos atuais mecanismos de proteção, para que a serra tenha acesso a recursos, maior proteção e participação da população."

http://g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/noticia/2013/11/populacao…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.