VOLTAR

Poluição faz do rio Ceará uma ameaça à saúde pública

Diário do Nordeste (Fortaleza - CE)
Autor: LIMA, Marlyana
30 de mar de 1997

O rio Ceará, manancial mais importante do estado, encontra-se atualmente extremamente poluído, representando ameaça para o equilíbrio do ecossistema e para a saúde da população. Segundo o monitoramento feio pela Semace, o rio está alcançando níveis críticos de poluição. Também verificou-se a concentração de coliformes fecais e totais, de bactérias e de resíduos sólidos, como lixo, esgotos e matéria orgânica de frigorífico. Embora os Tapeba contribuam para a poluição, o líder indígena garante que o fazem por falta de alternativa: onde vivem, em casabres, não há saneamento básico. O município de Caucaia organizou a FAMA, associação que vem promovendo uma "patrulha ecológica" na região.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.