VOLTAR

Petrópolis sedia fórum de reflorestamento

O Globo, Rio, p. 18
05 de abr de 2005

Petrópolis sedia fórum de reflorestamento

Túlio Brandão

O reflorestamento do mundo está sendo discutido esta semana em Petrópolis. A cidade sedia o Fórum Mundial de Restauração da Paisagem Florestal, organizado pelos governos do Brasil e da Inglaterra e no qual participam representantes de 41 países. No evento, que começou ontem e termina sexta-feira, serão debatidos meios de avançar na reflorestamento, já que atualmente o desmatamento é maior que a restauração.
O diretor de florestas do Ministério do Meio Ambiente, Tasso Rezende de Azevedo, estima que, apenas no estado do Rio, haja um déficit de 2,5 milhões de metros quadrados apenas de matas ciliares (marginais de rios):
- Um dos benefícios do reflorestamento é a melhoria na qualidade da água, daí a importância das matas ciliares. Outras vantagens: protege o solo e a mantém a biodiversidade. No Rio, o cálculo foi feito por baixo. A área degradada pode ser muito maior - diz Tasso.
Em todo o Brasil, o Ministério do Meio Ambiente estima a existência de 1,2 milhão de quilômetros quadrados de áreas degradadas. A área corresponde a 14% do total do território brasileiro, calculado em 8,5 milhões de quilômetros quadrados.
Segundo Tasso, o tema ganhou força depois de ser citado em dois importantes relatórios internacionais: do World Resources Institute, que contou com a participação de 1.650 cientistas de todo o mundo e sugere amplos programas de reflorestamento; e o relatório da ONU, que dá destaque à restauração de florestas.

O Globo, 05/04/2005, Rio, p. 18

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.