VOLTAR

ONG britânica denuncia morte de índios Yanomami na Amazônia

JB Online / Agência EFE
10 de abr de 2008

A organização britânica de defesa dos povos indígenas Survival denunciou nesta quinta-feira que a morte de índios Yanomami, no Brasil, é conseqüência da mineração ilegal de ouro na Amazônia.

- Os Yanomami estão morrendo porque o Governo brasileiro não impede que os garimpeiros ilegais de ouro violem suas terras - afirmou em comunicado a ativista da ONG Fiona Watson.

Segundo Watson, 'mais de um quinto dos membros da tribo morreram nos anos 80 e 90 por doenças levadas pelos garimpeiros'.

- Corta o coração ver que a história se repete - afirmou.

O presidente da associação Yanomami Hutukara, Davi Kopenawa Yanomami, disse à Survival que seu povo não acredita que o projeto de mineração do Governo vá beneficiar alguém.

- Não vai trazer nada de positivo para os índios. Só servirá para destruir rios e outras correntes de água, para acabar com os peixes e destruir o meio ambiente. Terminará matando a todos nós, e não queremos morrer de novo - diz o chefe Yanomami.

O canal de TV britânico 'Channel 4' exibirá, amanhã, um documentário sobre os efeitos devastadores da mineração ilegal de ouro na região amazônica.

O documentário falará do plano do Governo brasileiro de autorizar projetos de mineração em grande escala em todo país, que conta com a oposição dos Yanomami e de outras tribos da região.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.