VOLTAR

Lideranças Kayapó protestam contra declarações do presidente da Funai

ISA - NSA
31 de jan de 2006

O líder indígena Megaron Txucarramãe encaminhou carta ao presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Mércio Pereira Gomes, assinada por 23 lideranças kayapó, pedindo que ele deixe a presidência do órgão em função de declarações publicadas na imprensa de que os índios tinham muita terra.

O motivo da carta dos Kayapó foi a entrevista que o presidente da Funai, Mércio Pereira Gomes, deu à agência de notícias Reuters, em 12 de janeiro, na qual ele afirmou que os índios tinham muita terra. Em seguida, o sertanista Sidney Possuelo, responsável pela Coordenação Geral de Índios Isolados da Funai, criticou Gomes em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. Foi exonerado em 23 de janeiro.

Após a divulgação da entrevista de Mércio Pereira Gomes no jornal O Estado de S. Paulo, em 13/1, a Funai enviou nota oficial ao periódico esclarecendo que as declarações do presidente citadas no último parágrafo foram descontextualizadas, propiciando grande mal-entendido.

O ofício de protesto das lideranças Kayapó encaminhado em 25 de janeiro ao presidente da Funai por Megaron Txucarramãe, que trabalha na Administração Regional do órgão, em Colíder, no Mato Grosso, diz: "Encaminho a Vossa Senhoria Carta das Lideranças indígenas Kayapó sobre seu pronunciamento à imprensa afirmando que "índio tem muita terra" o qual deixou todos os Mebêngôkre muito tristes e desconfiados, haja vista que todas as reivindicações pedindo retirada de invasores das terras Kayapó e que tem aumentado muito nos últimos anos, não estão sendo atendidas. Isso tem causado tamanho desconforto, que um conflito promovido pelos próprios Kayapó contra os invasores em breve, poderá afetar em geral a credibilidade do governo brasileiro no cenário internacional em relação à causa indígena".

Leia a carta na íntegra.

Colider, 23 de janeiro de 2006

A/C Sr. Mércio Pereira Gomes - Presidente da Funai

Presidente, nós indígenas da etnia Mebegokre ficamos muito preocupado com a declaração no Jornal onde você fala que "tem muita terra para pouco índio". Nós não esperava que um presidente que defende índio pudesse falar uma coisa dessa. Já ouvimos políticos, fazendeiros, garimpeiros e posseiros falarem isso contra Nós, mas um presidente nunca podia falar isso contra índios. Você presidente veio para a Funai para defender os índios brasileiros e não para prejudicar os índios. Já temos muito branco contra os índios. Se os brancos pudessem acabar com os índios, poderia Ter acabado. Mas alguns brancos saem defendendo os índios até hoje. Nós índios não temos como agradecer estas pessoas que arriscaram suas vidas para fazer contato com os índios e também deram suas vidas para defender os índios. Assim sendo, estamos muito decepcionados com você, pois você em vez de falar e defender os índios, você falou contra os índios e defende a sua declaração para demitir o Sydney Possuelo que vem defendendo os índios do Brasil. Nunca falou que índio tem terra demais. Você é que tinha que sair da Funai, porque você falou contra terra dos índios. Temos problemas de invasão na nossa terra e você não está fazendo nada para tirar este invasores. Você sabe muito bem sobre estes invasores no município de São Félix do Xingu. Como você é contra Nós, por isso você não quer fazer nada. Você quer que Nós briga com os invasores. Nós mata invasores e invasores mata Nós índios. É isso que você quer? É isso que você está esperando que nós faça. Não, Nós não queremos isso, queremos que o Governo tira estes invasores com Polícia Federal e Ibama. Não vamos arriscar nossa vida para fazer isso. Quer tirar nós para outro lugar pode fazer, pois Nós não é funcionário da Funai. Nós não temos função. Você é que tem de sair da Funai. Nós vamos mandar outra carta para o Ministro da Justiça, você como representante do Presidente Lula, talvez o Presidente Lula mandou você falar isso. Talvez Lula não gosta de índio, não quer demarcar terra de índio. Por isso mandou você falar que índio tem muita terra e quer mais terra. Tem alguns parentes índios que a Funai não demarcou terra para Eles. Temos Kapotnhinore para demarcar. Você não quer demarcar. Por isso você falou que índio tem muita terra.

(Seguem-se assinaturas de 23 lideranças Kaiapó)

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.