VOLTAR

Índios de Santo Antônio pedem apoio de deputado para casas populares

O Documento
08 de mai de 2008

O vereador Edmar Gálio - o Curi, de Santo Antônio de Leverger, acompanhado de seis representantes indígenas da aldeia Tereza Cristina, distante 300 quilômetros da sede do município, apresentou ao deputado José Riva (PP) o clamor da etnia borora: construção de casas populares e poço artesiano.

O vereador Curi adiantou que existem recursos no ministério das Cidades, mas que não consegue retorno do órgão acerca dos ofícios já encaminhados. A outra alternativa, segundo Curi, é o apoio de Riva no sentido de sensibilizar o governo a propiciar esta reivindicação.

Indagado se os bororos estão dispostos a perder a cultura de seu habitat, Curi enfatizou que eles procuram igualdade de condições. "Eles não querem mudar sua cultura. Eles querem segurança. Proteção das chuvas, do sol e frio. Eles querem uma qualidade de vida melhor", afiançou.

Com o argumento de que buscam qualidade de vida, o sub-cacique Orival Aiêpa reforça dizendo que os utensílios utilizados na fabricação de suas ocas não suportam as intempéries e a destruição orgânica, aceleradas pelas agressões ambientais. "Nossa aldeia é grande e nós temos poucos materiais para construir nossas casas. Antes a gente até pegava as palhas nas outras fazendas, mas hoje até os vizinhos não tem mais, então a gente pediu para o vereador procurar uma caminho que possa ajudar a conseguir essas casas", explicou Aiêpa.

A aldeia Tereza Cristina, na localidade de Córrego Grande, liderada pelo cacique Mauro Akaetiru é composta de 55 famílias da etnia borora. Aculturados, com boa fluência na língua portuguesa, lecionam para cerca de 160 alunos, o ensino básico e médio.

O deputado Riva foi convidado pelos bororos a participar de uma reunião na aldeia, data em que será realizado um torneio de futebol com 18 equipes. "Como estamos em festa vai servir para o senhor continuar comemorando o titulo do Mixto", brincou Aiêpa.

Riva agradeceu o convite e disse tentar conciliar sua agenda com a da comunidade. Em relação às reivindicações, se prontificou a dialogar com o governador Blairo Maggi (PR) sobre a possibilidade de ofertar as unidades habitacionais.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.