VOLTAR

IEF participa de congresso de Ecoturismo no Espírito Santo

IEF - www.ief.mg.gov.br
17 de nov de 2009

O Instituto Estadual de Florestas (IEF) estará representado no VII Congresso Nacional de Ecoturismo (Conecotur) e III Encontro Interdisciplinar de Ecoturismo em Unidades de Conservação (EcoUC) pelo analista ambiental do Parque Estadual do Rio Doce, Vinícius de Assis Moreira. O evento acontece entre os dias 17 e 22 de novembro no SESC Praia Formosa em Aracruz, Espírito Santo, e contará com profissionais das áreas de meio ambiente e turismo de diversos estados brasileiros, com representantes do poder público e também do setor privado, contemplando todas as regiões do país.

Moreira, analista ambiental, terá participação dupla no evento. No dia 19, fará parte do Painel n 4, "Atuação e experiência das empresas, entidades de classe e sistema S" como palestrante, onde discorrerá sobre as experiências dentro do parque. Além disso, teve um trabalho acadêmico aprovado e que será apresentado no congresso com o tema "Planejamento e gestão para o desenvolvimento territorial sustentável em regiões de elevado potencial ecoturístico".

Com formação em Turismo, Moreira coordena as áreas de Uso Público e Integração com o entorno do parque, controlando o serviço de Guarda Parques e todo o movimento de turismo em seu interior. "Minha inclusão na programação do evento se deu pela atuação profissional junto ao IEF, que além de ser uma instituição que administra unidades de conservação de grande potencial ecoturístico, apóia e incentiva capacitações a seus servidores de modo que amplie inclusive a vivência acadêmica", afirma.

Durante o evento será lançada a Sociedade Brasileira de Ecoturismo, além da "Carta do Espírito Santo", que será redigida no decorrer do encontro e será disponibilizada para consulta pública e enviada aos Ministérios de Meio Ambiente e Turismo, contendo diretrizes para o crescimento e o ordenamento do ecoturismo no Brasil.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.