VOLTAR

Grupo de Trabalho pode confirmar a área total da reserva dos Tembé

A Província do Pará
06 de mar de 1985

A reportagem traz informações sobre o grupo de trabalho nomeado pela Funai, cuja intenção, a despeito do acordo firmado entre o orgão, através de seu presidente, e a Gleba Cidapar (o que acarretaria uma enorme perda na área total da reserva indígena do Alto Rio Guamá), é a de confirmar a área total da reserva, conforme o decreto de Magalhães Barata, de 1945, uma vez que não parece haver dúvida quanto aos direitos dos índios Tembé sobre a terra. A antropóloga Jane Beltrão, uma das porta-vozes do grupo, no entanto, alega que não foi dado a eles tempo suficiente para a realização do trabalho, uma vez que ele envolve, além do levantamento de campo, um levantamento histórico da área, que envolveria pesquisas extensas nos arquivos. Diante disso, o grupo pretende apresentar à Funai um novo plano de trabalho. A antropóloga espera que a Funai endosse a proposta do Grupo de Trabalho, que pretende comprovar, através de levantamento, a área total da demarcação, e que, com, isso, o orgão devolva as terras que, de direito, já são dos índios Tembé.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.