VOLTAR

Governador se reúne com lideranças indígenas

BV News - http://www.bvnews.com.br/cotidiano5463.htm
27 de jan de 2010

O governador Anchieta participou, no início da tarde desta quarta-feira
(27), da primeira reunião de tuxauas em 2010, organizada pela Sociedade de Defesa dos Índios do Norte de Roraima (Sodiurr). Durante o encontro, o secretário do Índio, Hiperion Oliveira, destacou o investimento de mais de R$1 milhão que o governo fará este ano em projetos destinados à população indígena das terras São Marcos e Raposa Serra do Sol.

Aproximadamente 35 líderes de várias etnias e comunidades das reservas São Marcos, Raposa e Serra do Sol, entregaram ao governador uma lista de reivindicações e ressaltaram a importância dos povos indígenas serem protagonistas na construção de políticas públicas destinadas a esse segmento.

"Cobramos uma nova postura também das populações indígenas na utilização de recursos do governo. Precisamos de independência financeira para a construção de melhores condições de vida", disse o tuxaua Idael, da comunidade do Contão.

O secretário do Índio, Hiperion Oliveira, destacou o projeto Makunaima,
que será lançado na próxima sexta-feira (29), em Normandia. Entre outros benefícios, o projeto inclui o programa de incentivo à piscicultura, e o programa Chuva na Roça, que prevê investimentos de R$1,2 milhão em
estruturas de irrigação, a fim de que os agricultores possam plantar o ano
inteiro.

Um convênio de apoio financeiro-administrativo com a Sodiurr, incentivo ao desenvolvimento de culturas ancestrais, como a dança, o artesanato, e a pintura, e o potencial para o desenvolvimento da pecuária também ganharam destaque no discurso do secretário.

"Hoje temos cerca de 60 mil cabeças de gado nos lavrados das terras São
Marcos e Raposa Serra do Sol, temos potencial para ampliar para 600 mil
cabeças. Trabalharemos também com a produção de artefatos como complemento à renda dessas famílias", afirmou.

O governador Anchieta ressaltou a importância dos povos indígenas para
Roraima. "As comunidades indígenas representam um percentual importante de nossa economia. Precisamos criar mecanismos e fomentar o desenvolvimento de atividades econômicas. A Raposa é o pontapé inicial, vamos ampliar esses investimentos", concluiu.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.