VOLTAR

Funai promete apressar saída dos colonos da reserva Tembé

O Liberal
31 de out de 1980

O coronel Nobre da Veiga, presidente da Funai, disse estar buscando uma maneira de solucionar logo o problema do reassentamento dos posseiros que vivem na reserva indígena do Alto Rio Guamá, onde vivem os índios Tembé. São mais de duas mil famílias vivendo na região, e, agora que foi queimada a ponte que servia de único acesso à reserva, é preciso reconstruí-la para apressar a saída. Apesar disso, o presidente do orgão não condenou a decisão do delegado regional de destruir a ponte, afirmando ter sido esta a única maneira de evitar a entrada de mais posseiros.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.