VOLTAR

Funai afirma que tráfico de cachaça para os carajá gera violência em Bananal

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro-RJ)
10 de dez de 1976

O presidente da Funai, General Ismarth de Oliveira, confirmou a existência de tráfico de cachaça da cidade de São Félix do Araguaia para a aldeia dos índios Karajá de Santa Isabel do Morro, na Ilha do Bananal, onde um servidor da Funai foi flechado seriamente por um indígena alcoolizado.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.